ALONGAMENTO DE UNHAS

Filtrar

Alongamento de unhas: tudo o que você precisa saber para unhas mais longas e bonitas
 

Quando falamos em uma rotina de beleza e cuidados pessoais, ter unhas longas e bonitas é um dos itens mais valorizados por mulheres de todo o mundo, das mais diversas idades. E esse costume não é algo recente: evidências arqueológicas apontam que a prática de pintar as unhas já existia no cotidiano da China Antiga, por volta do ano 3000 a.C., e no Egito Antigo, por volta de 40 a.C.

Na época, as diferentes cores de esmaltes representavam as diferentes posições sociais - a famosa rainha Cleópatra era tão adepta ao vermelho que proibiu o uso da cor por qualquer outra pessoa, com risco de punições muito severas.

Além das cores, o comprimento das unhas também era um símbolo de status social: unhas longas e bem cuidadas representavam poder e riqueza, já que quem as possuía não tinha que realizar trabalhos manuais. Protetores de unhas confeccionados em ouro e pedras preciosas eram muito comuns entre os nobres na dinastia Ming, na China, e são alguns dos primeiros exemplos do que, séculos depois, se transformariam nos tão populares alongamentos de unhas disponíveis atualmente.

No Egito Antigo, materiais como ossos, marfim e até mesmo finas placas de ouro também eram utilizados como alongamentos de unhas, e assim como na China, eram um símbolo de riqueza e status social.

Na busca por unhas mais longas, até casquinhas de pistache já foram utilizadas! Com seu formato oval e resistência se assemelham às unhas naturais, moldar as casquinhas de pistache e fixá-las nas unhas era uma prática comum na Grécia do início do século XIX, e que aos poucos se espalhou pela Europa da época. 

 

Os alongamentos de unha modernos

Técnicas alternativas e rudimentares de alongamento de unhas existem há séculos, mas foi em 1954 que a primeira das técnicas que utilizamos hoje em dia foi criada - e tudo começou com uma unha quebrada. 

Em um dia comum de trabalho, o dentista Fred Slack acidentalmente quebrou uma de suas unhas em um ponto especialmente dolorido. Para consertá-la e evitar maiores acidentes, ele improvisou uma mistura de acrílico dental com papel alumínio, criando uma plataforma de reforço para a unha. Percebendo o potencial da mistura para a aplicação cosmética nas unhas, ele logo patenteou a fórmula e expandiu suas pesquisas na técnica. 

A partir daí, várias outras técnicas foram surgindo e se aperfeiçoando, tornando o processo cada vez mais simples de ser aplicado, resistente, duradouro, com aparência natural e que não danifique a estrutura das unhas naturais. 

Com tantos tipos de alongamento de unhas disponíveis atualmente no mercado, fica até difícil saber qual é a melhor, não é mesmo? A verdade é que não é possível classificar as diferentes técnicas como melhores ou piores, já que cada uma tem suas particularidades e atende a necessidades específicas. Por isso, o mais indicado é escolher a técnica que melhor se adapta ao que você precisa, seja como manicure ou como cliente.

E para facilitar a sua decisão, a Casa das Unhas preparou um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre os formatos de alongamento de unha mais populares, suas vantagens e desvantagens, e muito mais. Continue lendo para saber mais!

Unhas postiças com cola

Para quem procura baixos custos, resultados rápidos e de pouca durabilidade, as unhas postiças com cola são a opção perfeita. O procedimento inicia-se com as unhas feitas normalmente, mas sem a aplicação de qualquer tipo de base ou esmalte. 

Após a manicure, são aplicadas as unhas postiças sobre as unhas, com o auxílio de uma cola para unhas na fixação. Essas unhas postiças já vem prontas e no formato e tamanho desejados, mas caso seja necessário, podem ser lixadas na parte inferior, próxima a cutícula, para se adaptar melhor ao formato das unhas para a aplicação. Os modelos mais comuns são na cor branca, e permitem que seja aplicada qualquer cor de esmalte, mas alguns modelos já vem, inclusive, na cor desejada.

Esse tipo de alongamento de unha dura cerca de duas semanas, dependendo dos cuidados, e tem um efeito pouco natural - por isso, é mais indicado apenas para ocasiões especiais, como festas e casamentos, e com a aplicação de esmaltes de cores mais sólidas ou escuras, evitando os de alta transparência. É um dos tipos de alongamento de unhas mais simples de se fazer, podendo ser realizado inclusive em casa ou por quem tem pouca experiência na área.

Unhas de acrílico

Também conhecidas como unhas de porcelana, as unhas de acrílico são feitas a partir de uma mistura de acrílico em dois formatos: pó e líquido. O processo inicia-se com a higienização e cutilagem básica das unhas. Com elas limpas e prontas, aplicam-se as tips para unhas, que são pequenas placas plásticas, que deixam as unhas mais longas.

A principal diferença entre as tips e as unhas postiças de plástico é que, enquanto as unhas postiças devem ser posicionadas sobre toda a unha, as tips devem ser aplicadas apenas na metade das unhas, próximo a ponta (tip significa ponta, em inglês), e depois lixadas para que sejam niveladas às unhas naturais.

Após a nivelação das tips com as unhas naturais, a mistura dos acrílicos é feita no próprio pincel na hora da aplicação por cima das tips. 

Algumas manicures optam pela técnica do acrílico moldado, que não utiliza tips para criar o formato desejado. Nessa versão, utiliza-se o apoio de um adesivo como molde e o formato é criado a mão livre, permitindo uma maior liberdade na personalização do formato.

Tanto com o uso das tips quanto com a moldagem a mão livre, essa técnica exige apenas uma camada do acrílico, ou duas bem finas, e seca naturalmente, eliminando a necessidade de uma cabine UV. Após firmes e secas, as unhas estão prontas para receber o esmalte. A manutenção deve ser feita a cada 20 dias, mais ou menos, e a durabilidade total é de cerca de um ano, com a manutenção apropriada. 

Por causa do material, a troca de esmaltes nas unhas de acrílico não pode ser feita em casa, já que um removedor sem acetona tem pouco efeito e a acetona danifica a técnica. O mais indicado é sempre procurar o profissional para a troca de esmaltes, ou esperar até a próxima manutenção. 

As unhas de acrílico são muito populares por serem um dos tipos mais resistentes de alongamento de unhas disponíveis atualmente, e tem um efeito relativamente natural. Essa é a técnica ideal para o alongamento de unhas decoradas e para esmaltes opacos ou designs ousados.

Unhas de gel

Um dos tipos mais procurados atualmente é o alongamento de unhas em gel. Nessa técnica, o alongamento é moldado a partir de um gel fino e transparente, que pode tomar qualquer formato e tamanho desejado pela cliente.

O procedimento inicia-se a partir da higienização e manutenção das unhas naturais - como a retirada de resíduos, como no caso de unhas roídas ou com esmalte, e a cutilagem. Após as unhas feitas, elas devem ser levemente lixadas no sentido do crescimento, para que se tornem mais porosas e aderentes. Depois, aplica-se um produto desidratador, que ajuda a retirar a oleosidade natural da unha e também auxilia na aderência e na durabilidade do gel. O passo seguinte é a aplicação do primer, que remove eventuais fungos e bactérias, evitando danos ao processo. 

Para auxiliar na construção do alongamento, é utilizado um molde adesivo para unhas de gel, que criam uma base firme que apoia as camadas. Após a fixação do adesivo, é aplicada a primeira camada do gel base, que deve ser então seca (ou curada) em uma cabine UV por cerca de dois minutos, e a segunda camada, que deve ser curada também por cerca de dois minutos. 

Na construção dessas camadas, não é necessário prezar pela precisão de tamanho e formato, e sim, priorizar a uniformidade de cada uma delas e o equilíbrio entre camadas bem construídas e resistentes mas ainda finas o suficiente para se igualarem às unhas naturais. Quando as camadas estiverem curadas e firmes, agora sim é a hora de lixar para atingir o tamanho e formato desejados. 

O uso do gel puro é mais indicado para alongamentos mais curtos, e para alongamentos mais compridos, recomenda-se o uso de outro recurso para construir as unhas: o alongamento de unhas com tips, que usa as pequenas placas plásticas em combinação com o gel para deixá-las mais longas. 

Quando utilizadas, as tips devem ser coladas às unhas logo após a aplicação do primer, cortadas e lixadas no formato desejado, niveladas com o uso de uma lixa grossa na parte superior da unha, e então, são aplicadas duas camadas de gel construtor para unhas, cada uma com cerca de dois minutos de cura na cabine UV entre uma e outra.

Nos últimos anos foi desenvolvida outra técnica de alongamento que utiliza o gel UV como parte fundamental: o alongamento de fibra de vidro. Nessa versão, são utilizados filamentos de fibra de vidro para criar o alongamento, que são moldados a mão livre sobre as unhas naturais e fixados com duas camadas de gel. As unhas de fibra de vidro tem uma aparência muito natural e são muito resistentes, o que faz dessa uma técnica muito procurada e valorizada tanto por clientes quanto por manicures. 

Independentemente do método de alongamento utilizado, após a secagem das camadas vem a aplicação do selante top coat, que finaliza o processo de alongamento de unha em gel e fixa todos os elementos às unhas naturais. Ele também deve ser curado na cabine UV por cerca de dois a três minutos, e depois, as unhas estão prontas para receber a esmaltação e finalização.

Existe um outro procedimento para unhas que utiliza quase os mesmos passos do alongamento em gel, com exceção da aplicação de tips, fibra de vidro ou modelagem com o molde: ele é conhecido como banho de gel, e é aplicado diretamente nas unhas naturais, deixando-as mais resistentes e duradouras, evitando a quebra. Apesar de não adicionar tamanho, essa técnica cria uma camada de proteção que permite que as unhas cresçam mais rápido e sem danos, e por isso, é uma técnica muito indicada para quem tem mania de roer as unhas ou tem unhas naturalmente mais fracas e quebradiças.

Independente da técnica utilizada, a manutenção das unhas de gel deve ser realizada a cada 15 dias, mais ou menos, e a duração total depende dos cuidados entre as manutenções e a qualidade dos materiais utilizados pela manicure. A naturalidade do efeito depende da cor do gel utilizado: o gel transparente, por exemplo, tem um efeito natural mas que, com exceção da fibra de vidro ou do banho de gel, deixa as divisões entre as unhas naturais e os alongamentos um pouco mais aparentes. Por isso, ele é indicado para utilização com esmaltes mais opacos. Já o gel rosado tem um efeito mais natural e pode ser combinado com esmaltes mais transparentes com facilidade, e o gel branco combina muito com a esmaltação francesinha.

Para remover o esmalte aplicado sobre as unhas de gel, basta utilizar um removedor comum sem acetona. A acetona danifica e enfraquece a estrutura do gel, e por isso, não pode ser utilizada sobre a técnica.
 

Unhas de acrigel

O alongamento de unhas em acrigel é uma técnica que mistura elementos das unhas em gel e das unhas de acrílico para um resultado bastante resistente e duradouro. Ele pode ser realizado com tips ou com molde livre, e é ideal para a criação de unhas mais longas, por causa de sua resistência.

Na aplicação das unhas de acrigel, o procedimento é o mesmo das unhas de gel, com a principal diferença sendo que a mistura de acrílico líquido e em pó é adicionada ao gel em cada uma das camadas. 

Por causa da presença do gel, essa técnica exige a secagem na cabine UV. A manutenção deve ser feita a cada 15 dias, e a unha acrigel é uma das técnicas que mais ajuda as unhas naturais a crescerem, já que cria uma camada de proteção muito resistente.

Unhas de acrilfix

Essa é uma das técnicas mais simples de alongamento de unhas, mas que também proporciona resultados muito bonitos e resistentes, e utiliza o pó de acrílico para criar uma camada protetora sobre as tips e as unhas naturais.

Após a cutilagem e higienização das unhas naturais, a aplicação de tips segue o procedimento comum - colagem, lixamento e moldagem ao formato e tamanho desejados. Com as tips niveladas, aplica-se um primer para alongamento de unhas, que ajuda a dar mais aderência e proteção às unhas naturais. Com o primer seco, aplica-se uma camada fina de cola para unhas sobre toda a unha (a mesma cola utilizada na fixação das tips). Com a cola ainda totalmente molhada, a unha é mergulhada em um pequeno recipiente com o pó acrílico, e o excesso é retirado com um pincel fino e macio, de preferência no formato leque. 

Após três camadas finas de cola e pó acrílico, espera-se alguns minutos até a superfície secar, e depois, é feito o lixamento e polimento das unhas para garantir a nivelação e a retirada de resíduos. Em seguida, aplica-se uma base incolor e a esmaltação normal pode ser feita. 

A manutenção das unhas acrilfix deve ser feita a cada 15 dias, e a técnica dura por tempo indeterminado, desde que a manutenção seja feita de maneira correta. 


Remoção

Se você está procurando como remover alongamento de unhas, saiba que a resposta não é uma só: cada técnica tem o seu método de remoção específico, de acordo com os materiais utilizados sobre as unhas. Por isso, é essencial que a remoção seja feita por um profissional qualificado, e de preferência, o mesmo profissional que realizou a aplicação. 

Mesmo as técnicas que menos danificam as unhas ainda deixam-as mais finas e porosas para uma aplicação mais eficiente. Por isso, é recomendado que não seja feita uma remoção profissional completa de uma só vez, e sim, sessões de manutenção gradativas que removem as camadas de alongamento aos poucos, acompanhando o crescimento das unhas naturais.

Caso uma remoção emergencial seja necessária, e a ida ao profissional não seja possível, recomenda-se uma remoção caseira cuidadosa com a ajuda de um banho-maria, acetona, alicate de unha e lixa.

Primeiro, aqueça uma quantidade de água suficiente para submergir as unhas. Após retirar a água do fogo, adicione cerca de dois dedos de acetona na água ainda quente. Deixe as unhas de molho por cerca de 20 minutos nessa mistura, que ajuda a amolecer o alongamento e dissolver um pouco das camadas.

Depois, com a ajuda do alicate, corte o alongamento até o tamanho desejado, com muito cuidado para não destruir toda a unha. Nesse processo de corte, indica-se cortar inicialmente na vertical, e só depois na horizontal, dividindo o comprimento das unhas em pequenas seções. Nessa hora, é essencial que o corte não seja feito todo de uma vez, e sim, aos pouquinhos, como se você estivesse comendo as unhas com o alicate. Cortes muito grandes podem rachar a estrutura da sua unha natural e, além de causar dor imediata, podem danificar toda a unha a longo prazo. Ao cortar, deixe ao menos um pouco do comprimento, que depois pode ser diminuído com a lixa. Esse processo exige muito cuidado, paciência e delicadeza para ser bem sucedido, sem dores ou danos.

Com o alongamento cortado, utilize a lixa para polir pontas e atingir o formato e tamanho desejados. Conforme as unhas vão crescendo naturalmente, o que sobrou do alongamento sai aos poucos, com a ajuda de lixa e cortador de tempos em tempos. Porém, sem os materiais e as técnicas profissionais, é praticamente impossível remover todos os vestígios do alongamento de uma só vez, e por isso, mesmo após a remoção caseira, uma remoção profissional assim que possível é indicada. 

 

Dicas e cuidados

Apesar de cada técnica ter suas características específicas, os cuidados com alongamento de unhas no dia a dia são basicamente os mesmos com todos eles. Separamos algumas dicas importantes para garantir uma duração mais longa do alongamento de unhas

  • Evitar impactos é essencial. Isso inclui evitar realizar tarefas que envolvem uso vigoroso das mãos, como trabalhos manuais diversos, e até mesmo o uso de computadores, por causa da digitação. Caso essas tarefas sejam impossíveis de evitar, priorize o uso das pontas dos dedos e não das unhas em si.
  • Evitar usar as unhas para abrir potes e embalagens em geral. Qualquer movimento que force as unhas enfraquece a estrutura dos alongamentos e deixa eles mais suscetíveis a quebras.
  • Evitar a manipulação de água em excesso e produtos químicos, principalmente os mais corrosivos ou ácidos.
  • No caso das unhas em gel, caso deseje trocar o esmalte, não utilize acetona para a remoção, apenas removedor de esmaltes sem acetona. A acetona danifica o gel e estraga a estrutura e a aparência do alongamento. 


O alongamento de unhas é uma ótima opção para deixar as unhas mais longas e bonitas para um evento especial, uma viagem ou até mesmo para o dia a dia, além de ajudarem a melhorar a aparência de unhas roídas ou fracas. Unhas bonitas e bem feitas tem um excelente efeito positivo na autoestima e podem fazer toda a diferença no bem estar de qualquer pessoa. Um profissional qualificado e produtos de qualidade são essenciais em qualquer tipo de alongamento, e são garantia de um resultado bonito, natural e duradouro.